InícioBrasilSaúdeUSP deixa de exigir uso de máscara em ambientes fechados

USP deixa de exigir uso de máscara em ambientes fechados

O uso de máscara de prevenção contra a covid-19 deixa de ser obrigatório nas salas de aula ou ambientes fechados da Universidade de São Paulo (USP). A informação foi divulgada ontem (23) pela reitoria da USP, em comunicado que foi assinado pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior. A medida começa a valer a partir de hoje (24).

O uso de máscara só permanecerá obrigatório dentro do transporte coletivo e nos serviços de saúde que funcionam nos campi da universidade. A instituição informa ainda que, para acesso às suas dependências, é exigida a comprovação da vacinação contra a covid-19.

A reportagem da Agência Brasil procurou as duas outras universidades estaduais públicas paulistas para saber se houve mudanças nas regras sobre o uso de máscaras. Na Universidade Estadual Paulista (Unesp), a mudança está em fase de estudos. Uma reunião do Conselho Universitário, que está agendada para amanhã, deve discutir essa questão.

Na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o uso de máscara em ambientes fechados da instituição, o que inclui o transporte público, ainda é obrigatório, de acordo com regra estabelecida em março deste ano.

No estado de São Paulo, o uso de máscaras em ambientes fechados é facultativo desde março, com exceção do transporte público e de locais destinados à prestação de serviço de saúde, como hospitais e postos de saúde. Apesar disso, as universidades públicas paulistas vinham mantendo o uso da máscara como obrigatório em salas de aulas e ambientes fechados.

Fonte: Agência Brasil

Redação
Redaçãohttps://politicainteligente.com
Um portal especializado em analisar a política no Brasil e no mundo. Veja o que acontece de importante no Planalto, Congresso e Judiciário. Além de notícias importantes no Executivo, Legislativo e Judiciário nos estados, Distrito Federal e Goiás.
Continue Lendo

Últimas Notícias