InícioBrasilMinistério das Comunicações abre editais para rádios comunitárias

Ministério das Comunicações abre editais para rádios comunitárias

No ano em que a tecnologia 5G chega ao Brasil, o rádio comemora cem anos desde a primeira transmissão no país. Mesmo com o “boom” tecnológico, especialistas acreditam que o rádio permanecerá como o meio de comunicação mais acessível do mundo. Até o fim de 2022, o Ministério das Comunicações abrirá doze editais para licenciar novas emissoras de rádio comunitária.

“Nós fizemos a atualização do Plano Nacional de Outorgas, e, ao longo de 2022, a gente está fazendo doze editais para novas emissoras comunitárias”, afirmou o secretário de Radiodifusão do Ministério das Comunicações, Maximiliano Martinhão, em entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil.

As rádios comunitárias transmitem sinal dentro de um raio de até um quilômetro e têm o objetivo de informar e entreter comunidades menores, vilarejos e povoados. Por essa finalidade, não podem divulgar conteúdos publicitários e comerciais.

Durante a entrevista ao Brasil em Pauta, o secretário falou sobre as primeiras transmissões e a evolução do rádio no país. “O rádio surge [em 1922] com o propósito de cuidar da integração nacional, entreter, informar, promover nossa cultura, prestar serviços”, contou Martinhão.

O secretário também falou sobre a flexibilização de horário ou a dispensa de retransmissão do programa A Voz do Brasil em eventos importantes em municípios, medida regulamentada em fevereiro. No dia do aniversário da cidade, por exemplo, as emissoras podem transmitir ações sobre a comemoração da data ao invés de divulgar A Voz do Brasil.

A entrevista completa, conduzida pelo jornalista Roberto Camargo, você assiste neste domingo (2), a partir das 22h30, na TV Brasil.

Fonte: Agência Brasil

Redação
Redaçãohttps://politicainteligente.com
Um portal especializado em analisar a política no Brasil e no mundo. Veja o que acontece de importante no Planalto, Congresso e Judiciário. Além de notícias importantes no Executivo, Legislativo e Judiciário nos estados, Distrito Federal e Goiás.
Continue Lendo

Últimas Notícias