InícioBrasilJustiçaExército não indicará substituto para fiscalizar sistema de votação

Exército não indicará substituto para fiscalizar sistema de votação

O Exército informou hoje (10) que não vai indicar um substituto para o coronel que foi descredenciado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) da equipe que inspeciona os códigos-fonte da urna eletrônica e o sistema eletrônico de votação.

Na segunda-feira (8), o TSE anunciou que o veto à participação do coronel Ricado Sant´Anna na inspeção foi devido à notícia de que mensagens publicadas por ele sobre o processo eleitoral foram rotuladas como falsas por plataformas de rede social.

De acordo com nota divulgada pelo Exército, a decisão do tribunal foi tomada sem pedidos de esclarecimentos.

“Baseado em apuração da imprensa e de forma unilateral, sem qualquer pedido de esclarecimento ou consulta ao Ministério da Defesa ou ao Exército Brasileiro, o TSE descredenciou o militar. Dessa forma, o Exército não indicará substituto e continuará apoiando tecnicamente o MD nos trabalhos julgados pertinentes”, declarou.

O Exército afirmou ainda que trabalha de forma técnica e isenta e que não há interferência de posições pessoais.

“Especificamente em relação ao oficial, cabe destacar que foi selecionado mercê de sua inequívoca capacitação técnico-científica e de seu desempenho profissional. Todavia, após tomar conhecimento das notícias veiculadas, já no final da semana passada, o Exército, como usualmente faz nesses casos, buscou esclarecer os fatos antes de tomar quaisquer providências, eventualmente precipitadas ou infundadas”, completou.

A íntegra da nota está publicada no site do Exército.

Fonte: Agência Brasil

Redação
Redaçãohttps://politicainteligente.com
Um portal especializado em analisar a política no Brasil e no mundo. Veja o que acontece de importante no Planalto, Congresso e Judiciário. Além de notícias importantes no Executivo, Legislativo e Judiciário nos estados, Distrito Federal e Goiás.
Continue Lendo

Últimas Notícias